Arquivo de Tag | slave

Buracos na Parede

Quando eu era moleque, me lembro que me deparei com uma estrutura interessante que descrevia na época como “Buracos na Parede“… daí o título desse post. Na verdade me refiro ao Cobogó… nomezinho esquisito que muita gente ainda se atrapalha. Confesso que Prof. Google me ajudou! 😛 … mas quem nunca viu uma parece como […]

Quanto Vale o Show?

No último artigo que postei aqui, falei algumas coisas que penso sobre ser feliz na música e sobre a relação “hobbie x profissão” que pode rolar nisso tudo (confira AQUI). Pois bem, agora vou viajar aqui sobre um tema que tem tudo a ver com o lado profissão…. apesar de também fazer parte do universo hobbie. Quanto Vale […]

O Que Faz Você Feliz?

Um dos maiores desafios na vida de todo músico é, com certeza, ser eclético. Não, o músico não gosta de tocar tudo… músicos são seres “superiores”, mas são seres humanos e, como tal, estão sujeitos às coisas humanas como ter gosto e vontade própria, mas muitas vezes o “ofício” nos leva a fazer coisas “chatas”. […]

Inimigo da Perfeição

Hoje vou deixar um recado importante. Óbvio, previsível, mas importante. Diz o ditado popular que a pressa é inimiga da perfeição, e eu não vou desmentir não, de fato a pressa é inimiga da perfeição, mas existe algo que, na minha opinião faz até mais estragos que a pressa: O Medo! Pra tudo na vida, precismos de fé. […]

Autodidata??

Essa semana li nas redes sociais por ai uma frase que me despertou sobre algo. Nada demais, apenas uma questão de colocação. O autodidata. Quem é de fato autodidata? Imagine um funcionário analfabeto trabalhando numa mercearia, por exemplo, no balcão ou como entregador. É  uma função simples, mas que geralmente exige algum cálculo e/ou alguma […]

Yes I Can!

Uma das frases marcantes que acabaram se tornando símbolo de perseverança e vitória, “Yes I Can!” (Sim Eu Posso) chegou ao seu “ápice” ao ser usado como jargão na campanha à presidência dos EUA vencida por Barak Obama. Mas será que se aplica à música? Será que se aplica a tudo? … na boa, considerando […]

Assumindo a Responsa

Depois de alguns dias ausente por falta de tempo aguda, minhas observações nesse post são objetivas. O Título já resume tudo, mas como sou da classe de sangue azul dos bateras, escreverei numa perspectiva mais dentro do universo das panelas. Em primeiro lugar, nunca é demais lembrar, o tempo da música, e a manutenção dele, […]

Marco Minnemann

Conheci esse batera (não pessoalmente) através de um vídeo divulgado pelo Dream Theater onde eles buscavam um novo batera. O monstro Mike Portnoy havia deixado o barco e eles resolveram escolher um substituto através de uma bem bolada audição [veja aqui] . Fizeram convites formais e até bem interessantes (no melhor estilo Mortal Kombat … […]

REC

Aqui estou eu! Voltando de 15 dias de descanso, longe da correria da cidade. Pra abrir 2013, vou escrever algo sobre a primeira coisa que fiz na batera em 2013: GRAVAÇÃO! Entrar num estúdio pra gravar é bem diferente que fazê-lo para ensaiar. A rotina da gravação carrega consigo algumas peculiaridades que fazem toda a diferença. […]

Seja feita e “tua” vontade…

Hoje escrevo com a intenção de ser objetivo. No final veremos se consegui! Estava lendo algumas revistas esses dias, e em pelo menos três ocasiões diferentes, em situações bem diferentes, li sobre fazer o que se pede. Em geral, referindo-se a um batera que toca acompanhando alguém. A situação pode se apresentar de diversas maneiras, […]