Deixe um comentário

Preparando o Corpo

Uma das perguntas que mais escuto de “leigos” é “QUAL O INSTRUMENTO MAIS DIFÍCIL?” … assim como a pergunta, a minha resposta também é repetida “Aquele que não é o seu!”. A verdade é que todos os instrumentos musicais são de certa forma “difíceis”, seja por exigir um nível maior de coordenação, ou de percepção, ou  por se aprofundar mais nos mares teóricos da música, o que exige muito estudo e dedicação em cima das cinco linhas e das bolinhas 😛 .

Mas existe uma coisa que é comum a todos os instrumentos no que diz respeito a dedicação e disciplina: PREPARAÇÃO DO CORPO.

Como Assim?

Alguém que se propõe a tocar um instrumento de sopro como sax ou flauta transversal, terá que aprender a embocadura deles e preparar fisicamente a sua boca pra fazer isso automaticamente e com precisão todas as vezes que pegar o instrumento pra tocar. Da mesma forma, se a escolha for um instrumento de corda, terá que preparar suas mãos não só para a postura como também para o movimento sobre as cordas e sobre o braço do instrumento e isso sem contar que, no início, os dedos sofrem um pouco pra se adaptar às cordas, o que muitas vezes resulta nos famosos calos. Essa preparação vai aparecer das formas mais diversas à medida que se muda de instrumento, pois cada um tem a sua forma de adaptação e preparação.

E o baterista?
O batera é um cara escolhido pela música pra ser o atleta! Sim, o atleta mesmo, porque enquanto outros instrumentos exigem essa preparação na maioria das vezes concentrada em um segmento do corpo, no caso da bateria, a preparação precisar ser em todos os segmentos. O baterista precisar ter seus braços bem treinados, assim como suas mãos, seus dedos… suas pernas, seus pés, quadril, abdômen (fundamental na manutenção da postura correta da coluna), pescoço … e ainda conseguir movimentar todos esses segmentos em harmonia e coordenação.

Não estou aqui querendo recomendar academia pra todos os bateristas, é muito útil, mas nas na verdade, podemos exercitar tudo que precisamos sentado no nosso amado instrumento (isso vale pra todos os instrumentos, lógico).

Uma coisa que acaba “escravizando” o momento de estudo da maioria do bateras, é o tal negócio de pôr uma música nos fones de ouvidos e acompanhá-la. É útil sim! É bom para aprender novas coisas Sim! … mas é aplicável apenas à atmosfera do estudo musical, deixando de lado o preparo físico.

É de fundamental importância que nós músicos reservemos uma parte SAGRADA no nosso momento de prática para os exercícios que nos ajudam a preparar o nosso corpo e não só a nossa musicalidade. No caso da bateria temos os “famosos” exercícios de Rudimentos ou Manulações que são exercícios de mãos (podem fazer interações com os pés) específicos para treinar a parte física, mecânica das mãos. Já os pés podem ser praticados em conjuntos com as mãos nas manulações ou até separadamente com exercícios de repetições. No uso de pedal duplo, por exemplo, o treino de resistência é essencial pra manutenção do tempo e da pegada no bumbo.

Por último, mas não menos importante (na verdade deve até vir antes de tudo!), devemos nos ALONGAR sempre antes e depois de tocar. Isso também vale pra todos os instrumentistas.
O alongamento deve ser feito em todas as partes do corpo que forem usadas por você no seu instrumento para prevenir lesões. É comum guitarristas, baixistas e pianistas/tecladistas desenvolverem tendinites que muitas vezes surgem pela repetição do movimento e geralmente porque o alongamento não vinha sendo feito, o que preveniria esse tipo de problema. Bateras geralmente sofrem mais com a coluna e joelhos. Alongamentos das costas e pernas, assim como manutenção da postura correta na hora de tocar poderiam evitar isso.

Esperar tornar-se um grande baterista sem treinar o seu corpo pra isso, seria como querer ser um bom soldado, mas não conseguir movimentar-se carregando o seu próprio rifle da maneira correta por muito tempo.

Estude sua musicalidade, mas nunca esqueça que a sua música precisa não só da sua mente, mas do seu corpo para acontecer!

OBS.: AOS BATERAS, SEJAM SEMPRE MUITO CUIDADOSOS AO TRANSPORTAREM O SEU MATERIAL. FERRAGENS GERALMENTE SÃO BEM PESADAS E PODEM CAUSAR A MÉDIO/LONGO PRAZO PROBLEMAS SERÍSSIMOS NA COLUNA, PODENDO ATÉ MESMO IMPOSSIBILITÁ-LO DE TOCAR BATERIA.

Victor Slave

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: